Urbanização da praia de Coqueirinho

A praia de Coqueirinho fica no município de Conde-PB, em um litoral formado por coqueirais, piscinas naturais, falésias, maceiós e manguezais, tendo o turismo de sol e mar como principal atividade econômica.

Após encontrar e definir os pontos críticos do local em contato com guias de turismo, motoristas de bugues, flanelinhas, turistas e donos de restaurantes, definimos junto à Secretaria de Planejamento de Conde as estratégias projetuais de urbanização da praia.

O objetivo do projeto é valorizar a acessibilidade, a mobilidade e o uso de ciclovias, oferecer segurança e conforto para os pedestres, promover o trafic calming, ofertar infraestrutura para o turismo, respeitar as características ambientais da orla, incentivar a diversidade social e evidenciar uma identidade urbana para o lugar.

Na via coletora que liga a PB-008 ao estacionamento, propomos uma ciclofaixa vermelha de separada da rua com tachões de uma calha viária, e um canteiro de espécies arbóreas da vegetação nativa para proporcionar o conforto térmico necessário ao estímulo do pedestrianismo. Ele também serve de suporte para a instalação de infraestrutura urbana, para a iluminação pública e para o cultivo de espécies arbustivas e herbáceas.

Na área do estacionamento, o projeto prevê a implantação de três setores organizados hierarquicamente de acordo com seu impacto sobre a mobilidade urbana e o meio ambiente: a porção mais afastada é destinada a veículos particulares, a porção do meio, a ônibus de turismo, e a porção mais próxima à orla, a vans, motos e embarque e desembarque de passageiros.

Toda a pavimentação da área foi tratada com canteiros permeáveis para distribuir a arborização nativa e promover o sombreamento dos veículos e minimizar as ilhas de calor. A iluminação pública foi distribuída de modo uniforme em todo o estacionamento, e as lixeiras, acopladas aos postes.

A conexão entre as áreas de estacionamento e as calçadas se dá por rampas e as conexões entre todas as calçadas se dá por meio da elevação das vias, de modo a destacar o trafic calming e priorizar o tráfego de pedestres.

Na descida até a praia, propusemos uma Praça de Acolhimento, e no seu entorno, equipamentos comerciais, gastronômicos, sanitários e um mirante de onde se descortina uma das vistas mais bonitas da orla. Dessa forma, buscamos tanto valorizar o lazer passivo e a contemplação da natureza como dar suporte aos motoristas de veículos de turismo que passam parte significativa do dia no local.

Ao lado das lanchonetes, disponibilizamos mesas de apoio como suporte para piqueniques, refeições e comemorações entre amigos ou familiares que visitam a praia.

Na praça, locamos os paraciclos para valorizar os meios de transporte não poluentes e proporcionar maior segurança aos ciclistas.

O piso recebeu tratamento gráfico que, com o intuito de criar uma identidade visual para o lugar, também inspirou os desenhos das jardineiras e do mobiliário urbano,  criando espaços propícios ao descanso, à conversa e à promoção da interação social com uma paleta de cores inspirada nas falésias e na areia da praia.

Aqui, a calçada e a rua estão no mesmo nível, consolidando a vocação humana do lugar. Da mesma forma, o trecho que compreende a praça de chegada e os acessos à praia foi totalmente dedicado aos pedestres e, por isso, retiramos todos os estacionamentos do local e dificultamos o acesso de veículos de porte, excluso apenas para carga e descarga de mercadorias e embarque e desembarque de passageiros.

Na transição entre a praça e a orla buscamos intensificar o uso da salsa de praia e, nos demais espaços para os jardins, o uso de outras espécies arbóreas e arbustivas da vegetação nativa.

Por fim, instalamos uma bateria de sanitários para dar suporte aos banhistas e ampliar a oferta dos restaurantes. O impacto visual foi amenizado por meio de uma vedação em cobogós de tijolos cerâmicos maciços, com vegetação herbácea em sua base para remeter à flora local.

Reservamos uma porção próxima aos banheiros para instalação de uma estação de tratamento de esgotos para o otimizar o tratamento dos efluentes e minimizar o impacto ambiental, utilizando o material tratado para a rega da vegetação das jardineiras.

Ficha técnica

Autores: Oliveira Júnior e Thálita Zavaski
Colaboradores: Alex Fagundes e Joellington Marinho
Renders: Thyago Ramon
Projeto viário: Fernando César
Mobilidade urbana: Clément Vialle
Ano do projeto: 2019
Área: 45.494,91m²
Localização: Conde-PB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir